Hoje não vamos falar de “Cinquenta Tons de Cinza”, “A Menina que Roubava Livros”, “Mundo de Sofia”, “A Cabana”, “O segredo” ou qualquer um destes best-sellers tranquilinhos de sempre não. O assunto hoje são os livros mais malditos e perigosos da história. Tem umas obras que são cabulosas. Muitas levam as pessoas que os leram a atitudes estranhas. Outros cravam profecias muito tenebrosas.